Menu

radiotvatlanta.com

Grupo extremista assassina cruelmente a uma pastora em Nigéria

01 OUT 2019
01 de Outubro de 2019
Em Nigéria, os chamados pastores Fulani sequestraram e assassinaram à esposa de um pastor no estado de Kaduna; isto ocorreu três dias após que o mesmo grupo matasse a um pastor bautista em outra parte do estado.

Sem saber que tinha sido assassinada após ser sequestrada, a família de Esther Ishaku Katung pagou o dinheiro de seu resgate; uma quantidade de aproximadamente 250,000 nairas (equivalente a 690 dólares norte-americanos).

Toda esta informação foi proporcionada por Joseph Hayab, quem é o presidente do capítulo estatal de Kaduna da Associação Cristã de Nigéria (CAN).

Ishaku Katung, seu esposo, dirige a Igreja Evangélica Ganhadora de Todos (ECWA) localizada em Bagoma; ele conseguiu escapar mas foi ferido por disparos quando os Fulani irromperam em sua casa enquanto eles dormiam.

“A informação que obtivemos de algumas das vítimas sequestradas que escaparam do enclave dos pastores mostra que Esther Katung e outras duas vítimas tinham escapado do cativeiro dos pastores, mas foi recapturada por eles”, disse Hayab a Morning Star News.

“Ela tentou escapar com outros dois após que foram sequestrados pelos pastores; Isto enfureceu aos pastores, os levando à matar. Romperam-lhe as pernas para evitar que escapasse e também lhe destroçaram a cabeça. Isto a levou à morte”, acrescentou.

Hayab também disse que depois de que mataram a Esther, os assassinos seguiam pedindo o dinheiro de resgate; foi após cancelar o monte exigido que se inteiraram que ela já não seguia com vida.

Voltar
Tenha também o seu site. É grátis!